-----CONSELHOS PARA INICIANTES

15 jan. 2016

GUIA DO INICIANTE

 

 

Bem-vindo ao mundo dos Guppies domésticos (em inglês: fancy guppies). Este texto do site da International Fancy Guppy Association (IFGA) foi escrito para ajudar àqueles que são novatos em criar Guppies domésticos. Não pretendemos que seja um guia completo para a manutenção e criação de Guppies. Pretendemos, no entanto, dar ao novato um início na direção certa. Você está convidado a entrar em contato com um clube membro ou com um criador experiente, se tiver alguma dúvida ou precisar de ajuda. Você descobrirá que, assim como você se envolveu nesse hobby, não há segredos entre o "Povo do Guppy". Então, se precisar de informações, estas estarão sempre disponíveis a partir dos colegas hobbyistas.

PARABÉNS! Se você está lendo este texto, é porque está pensando sobre a criação de Guppies. Você tem a certeza que desfrutará do hobby e da experiência. Espero que tenha pesquisado a grande variedade de linhagens que estão disponíveis e tenha entrado em contato com um criador respeitável para adquirir seus reprodutores e matrizes. Não cometa o erro que a maioria dos iniciantes fazem. Você vai a um criador e vê muitas variedades bonitas que gostaria de manter. O número de variedades que você pode ter é determinado pelo seu espaço de aquários. Como explicaremos mais tarde, você pode manter uma linhagem em 8 a 10 aquários. Não leve para casa mais variedades do que você possa manipular. A decepção será certa. É melhor começar com uma boa linhagem. Obtenha experiência e, se possível, amplie e divirta-se. O peixe que você deve estar olhando para comprar deve ser jovem e saudável e cerca de 3-4 meses de idade. Peixe nesta idade é melhor para ser transportado e se aclimata mais fácil do que peixe adulto. Além do mais, você colherá o benefício de tê-los durante o seu período de pico reprodutivo, que vai de cerca de três a sete meses de idade. Os próximos parágrafos irão abordar os seus equipamentos e instalações. É muito importante que você se prepare para a chegada de seu novo peixe. Deixar para a última hora geralmente leva à decepção e fracasso.

Aquários

Iniciantes neste passatempo são muitas vezes desanimados quando ouvem sobre criadores com estufas muito elaboradas, com números que se aproximam de 200 aquários. Você não precisa elaborar uma grande estufa para criar bons Guppies. Aquários pelados de 38 litros são muito práticos. Aquários de 19 e 76 litros também são uma boa escolha. Tudo dependerá do espaço que terá disponível. Por exemplo, alguns criadores usam tanques de 38 litros para o crescimento de filhotes e aquários de 76 litros para peixes para exposição. Trios de reprodutores são alojados em aquários de oito ou 19 litros. A fim de alcançar o sucesso na obtenção de bons Guppies para exposição, é preciso ter um mínimo de 8 a 10 aquários por linhagem. A fim de conseguir isso, você terá que fazer alguns sérios abates. Basta pensar; cada fêmea pare de 30 a 50 filhotes a cada 28 a 30 dias. Se você mantiver todos esses filhotes e o número de peixes crescerem geometricamente, em breve 200 aquários não serão suficientes.

Filtragem

Utilize filtros que são baratos e fáceis de limpar. Os dois tipos mais populares entre os criadores são os filtros de caixa e os filtros de esponja. Filtros de caixa são melhores para filtragem mecânica. Eles devem ser cheios com lã acrílica e utilizada com dolomita e/ou bolinhas de gude para darem peso. O filtro de esponja é mais fácil de manter e é um dos favoritos entre os criadores. É um simples filtro feito de esponja com um tubo de ar na vertical. Tudo que você faz para limpá-lo é espremer a esponja em água morna uma vez por semana. A esponja tem milhões de bactérias que ajudam a limpar e a purificar a água. Qualquer tipo de filtro deve ser limpo pelo menos a cada duas semanas.

Bombas de Ar

A quantidade de ar que você precisa dependerá do número de aquários em sua estufa. Uma boa bomba vibratória lidará com 10 a 15 aquários sem nenhum problema. A maneira mais eficiente para fornecer ar para seus tanques é passar tubulação de PVC com saídas para cada aquário através de uma tubulação aérea flexível. Este tipo de sistema é fácil de instalar e provavelmente você poderá usar uma bomba menor do que se você distribuir todo o seu ar através de tubos flexíveis.

Iluminação

Se você tem um monte de tanques, é melhor usar quatro luzes de teto de 122 cm, ao invés de tentar iluminar cada tanque individualmente com coberturas mais caras. As luzes devem ser mantidas por 10-14 horas por dia. Estas devem ser programadas para acenderem uma hora antes da primeira alimentação e desligarem uma hora após a última alimentação.

Água

Bem, água limpa é o elemento mais importante para o crescimento de grandes Guppies com grandes nadadeiras harmoniosas. Contate a sua empresa de água local para descobrir se cloramina (combinação de cloro e amônia) está sendo adicionada à água. Se estiver, esta terá de ser tratada, uma vez que é letal para peixes tropicais. Se a cloramina está presente em sua água, é fácil resolver. Use um dos produtos comerciais com tiossulfato de sódio e trate conforme instruções. Esse produto químico separará o cloro da amônia e eliminá-lo, sobrando a amônia. Esta pode então ser removida através da instalação de um filtro com uma mídia filtrante removedora de amônia – ie.: ammo-chips – num recipiente que retenha água. Se você só tem cloro em sua água, você pode a envelhecer por cerca de 24 horas com aeração. Um kit de teste simples é muito útil para monitorar este procedimento. A dureza e o pH não são preocupantes, desde que não de varie subitamente dentro de uma vasta gama. A dureza na água da torneira varia entre 20-400 ppm (dureza total), dependendo da origem do fornecimento de água. Guppies parecem se sentir melhor se a água estiver dura. No que diz respeito ao pH, Guppies podem lidar com qualquer um de 6,8-7,8 (7,0 é o ideal). Amônia, o assassino número um de peixe, é causada por superalimentação, más condições de água, superlotação ou falta de oxigênio na água. É especialmente importante sempre monitorar o nível de amônia em novas instalações. As bactérias "boas" (nitrificantes) que eliminam amônia demorarão de 2 a 3 semanas para se desenvolverem. Se você encontrar amônia presente, faça mudanças de água com a sua água temperada, conforme necessário. Normalmente, cerca de 20 a 30 por cento será suficiente. Outra opção é instalar um filtro de caixa com uma mídia filtrante removedora de amônia no aquário afetado. Lembre-se de tentar evitar mudanças bruscas de pH e dureza. Guppies podem adaptar a uma grande variedade de alterações, se forem feitas lentamente. É muito importante aclimatar os peixes lentamente a sua água para evitar choques. Se não o fizer, certamente irão morrer ou adoecer a seguir.

Mudanças de Água

As mudanças de água fazem ou acabam com um bom peixe para exposição. A remoção de alimentos não consumidos e resíduos do peixe é um aspecto importante no ciclo de crescimento. Sifonamento pode ser realizado com qualquer tubo de 1,3 cm e 92-122 cm de comprimento. O sucesso na obtenção de peixe para exposição é conseguido mudando 30-40 por cento da água do aquário semanalmente. Alguns criadores fazem mudanças diariamente de 10%. Com este método, os filhotes crescem mais rapidamente e ficam maiores. Mudanças de água diárias também tendem a diminuir a medição de amônia e de pH, evitando os picos e declínios.

Temperatura

Guppies gostam da água do aquário entre 24-28ºC, sendo 26 graus a temperatura ideal. Estas temperaturas podem ser mantidas com aquecedores individuais ou por meio de um aquecedor de ambiente. O método mais eficiente e econômico é usar um aquecedor em sua estufa. Aquecedores individuais são caros para funcionarem. Isso também é determinado pelo número de aquários que está mantendo.

Ao Chegar

A primeira coisa a fazer é colocar os seus peixes recém-adquiridos numa tigela limpa ou aquário, usando a água em que foram transportados. Então, a cada 20-30 minutos, adicione um pouco de água descansada do aquário que você instalou previamente. Quando o recipiente estiver 3/4 completo, remova cerca de metade da água e substitua com a água descansada. Faça isso 2 a 3 vezes durante o período de cerca de uma hora. Neste ponto, você pode liberar seus Guppies em seu novo aquário de criação permanente. Não se assuste se o seu peixe se esconder ou agir como se estivesse assustado. Se os peixes parecerem estar em pânico, não os alimente por 24-48 horas. Se o peixe não parece estar comendo, não continue a acrescentar alimentos. Isto estragará rapidamente a água. Isso é normal e pode levar até uma semana antes deles nadarem e agirem normalmente. Basta lembrar que tenha paciência... Os primeiros 3-4 dias são fundamentais para que de seu novo estoque seja estabelecido em seus aquários.

A Primeira Ninhada

Dentro de 4-6 semanas, a diversão deverá começar. A essa altura, suas fêmeas deverão estar prontas para parir. É melhor remover a fêmea prenha para um tanque menor do que o seu original. Você pode adicionar plantas ou sacos de frutas no aquário para dar ao filhote recém-nascido um lugar seguro para se esconder da mãe. Outro método vulgarmente utilizado é o de colocar a fêmea num grande tanque-rede e este dentro de um aquário de 38 litros para darem aos filhotes mais espaço para crescerem. Muitos criadores mantém a ninhada em pequenos aquários nas primeiras semanas. A teoria é que, quando você alimenta estes jovens peixes eles fiquem rodeados por comida, em vez de ter que ir procurá-la. Lembre-se de manter a fêmea prenha bem alimentada durante este período. Isto reduzirá a possibilidade de canibalismo. Após os alevinos nascerem, retire a fêmea e coloque-a de volta com o macho.

Alimentando Seus Guppies

Nascimento a seis semanas de idade: filhotes de Guppies devem receber uma dieta constante de artêmia (Artemia sp.) recém-eclodida. Também é uma boa ideia adicionar uma colher de sopa de sal não iodado no aquário, para cada 19 litros de água. Isto age como um tônico para o peixe e também manterá a artêmia viva por mais tempo. Após os dois primeiros dias você poderá começar a adicionar um pouco de comida seca na sua dieta. Qualquer ração seca de boa qualidade é aceitável. Esta deve ter a consistência mais fina que se pode chegar. Você pode triturar a uma consistência fina, colocando os flocos em um saco plástico e esmagando e espremendo até que o alimento seja esfarelado. Há uma série de dietas comerciais em pó para filhotes no mercado que você pode escolher.

Seis semanas de idade a adulto: alimentação adequada e uma dieta equilibrada é outra chave para o sucesso na obtenção de bons peixes. Se você alimentar mal, você não conseguirá seu objetivo de criar bons peixes para exposição. Uma dieta equilibrada deve ser oferecida, a fim de atender a todas as necessidades nutricionais dos peixes. O momento mais importante na vida do Guppy para exposição são os primeiros três meses. Alimentação inadequada neste momento afetará muito o crescimento do peixe. Alimente com moderação, mas muitas vezes. Tantas quantas 6-8 vezes por dia. Uma variedade de alimentos secos e vivos deve ser oferecida de modo a fornecer os elementos essenciais necessários para uma boa dieta. Carne, peixe, legumes e cereais fornecem vitaminas, minerais e grandes concentrações de proteína, que são necessárias em uma dieta completa e balanceada. Certifique-se de procurar bons alimentos e não tente economizar no preço. Os alimentos que contêm peixe, camarão, ou farinha de carne são excelentes fontes de proteína. Spirulina, algas ou espinafre dará aos seus animais de estimação a proteína vegetal que eles precisam. Dois dos mais valiosos alimentos disponíveis para o aquarista são náuplios de artêmia e micro-vermes. Um típico programa de alimentação deve ter náuplios de artêmia como a primeira refeição, uma variedade de alimentos secos fornecidos durante o dia e uma última refeição de náuplios de artêmia ou micro-vermes antes de dormirem.

A eclosão de cistos de artêmia pode ser conseguida de várias maneiras. Você pode usar galões ou duas garrafas pet invertidas com o fundo cortado. Ambos funcionam muito bem... Sua escolha dependerá do número de peixes que você tem para alimentar. Também existem vários pequenas chocadeiras manufaturadas disponíveis. Quanto à eclosão dos cistos, siga as instruções do rótulo para cada marca, experimentando com diferentes quantidades de sal e cistos. Um método utilizado que dá certo é a medida de uma colher de chá (ou a quantidade necessária) de cistos, duas colheres de sopa de sal kosher em dois litros de água. Mantenha a solução da chocadeira a 27 graus Celsius, com forte aeração e em 24-36 horas você deverá ter náuplios recém-nascidos. Não utilize uma pedra porosa de ar, porque as bolhas minúsculas lançarão os ovos para fora da água e secarão nos lados internos da garrafa. Neste ponto, desligue o ar e espere cerca de quinze minutos. Isto faz com que as cascas vazias flutuem para o topo do recipiente, enquanto a artêmia viva decanta no fundo. Colocando uma luz perto do fundo garantirá que todos os camarões sejam coletados. Utilize um pedaço de tubo de plástico rígido ligado à mangueira de ar para chegar até ao fundo do recipiente onde os camarões estão. A partir deste ponto, você direciona os náuplios para uma fina puçá própria para náuplios, lave com água fresca e alimente os peixes. Se você está alimentando uma série de aquários, coloque os náuplios em um recipiente com água fresca. Agora você poderá alimentar os peixes com uma seringa de borracha de orelha ou uma colher.

Micro-vermes é outra boa alimentação, mas eles devem ser adquiridos a partir de alguém que tenha uma cultura ou de uma empresa que envie alimentos para peixes. Eles se reproduzem com muita facilidade em uma mistura de farinha de aveia cozida com uma pitada de fermento de padeiro. Inicie a sua criação em caixas de sapato de plástico com uma pasta grossa de farinha de aveia no centro. Polvilhe um pouco de fermento em cima da aveia. Então você inocula com alguns vermes e dentro de alguns dias eles deverão começar a rastejar até os lados. Uma espátula pode ser utilizada para raspar os vermes no lado da caixa. Lembre-se de começar uma nova cultura a cada duas a três semanas (ou antes, se a cultura apodrecer e começar a cheirar mal) como substituta da cultura antiga.

Tente manter o seu programa de alimentação em uma série de pequenas refeições por dia (duas dessas refeições devem ser alimentos vivos ou congelados). Não dê comida em excesso e mantenha o fundo do aquário limpo de restos de comida. Muitos criadores mantem pequenas Corydoras em seus aquários para limparem restos de comida. Algumas pessoas pensam que esses peixes comem filhotes. Se você está inseguro, espere até que os filhotes tenham crescido um pouco (duas ou três semanas) antes de introduzir a corydora. No final, todo o esforço será recompensado!

Reprodutores e Peixes Para Exposição

Neste ponto, é provavelmente uma boa ideia encomendar o ‘Judging Book’ (Livro de Julgamento), também conhecido por "Livro Azul". Consulte a disponibilidade no site da IFGA. Ele descreve em detalhes os requisitos para todas as variedades e é muito valioso para lhe permitir reconhecer um bom peixe para exposição.

Quando você compra um trio de duas fêmeas e um macho, você pode estabelecer duas linhas paralelas. Mantenha os filhotes de cada fêmea separados. Estes filhotes são meio irmãos e meia irmãs. Depois de algumas gerações, haverá diferença suficiente entre as duas linhas de modo que você poderá cruzar as duas linhas para manter a sua linhagem forte. Todo criador de Guppy precisa aprender a escolher os peixes, a fim de reproduzir e criar bons peixes. Deixar todos os peixes juntos reproduzindo fará com que a linhagem se deteriore rapidamente. Os machos menores, mais ativos fecundarão as fêmeas primeiramente. Em cerca de três a seis semanas, chegou a hora de os machos serem separados das fêmeas. Nesta idade podem-se reconhecer as fêmeas pelo aparecimento do ponto gravídico. Os machos não mostram qualquer escuridão na área gravídica. Se isso ainda não tiver sido realizado, abata todos os peixes deformados e fracos também. Além disso, não mantenha mais do que 10-20 jovens em um aquário de 38 litros. Ao fim de dois meses, o aquário deverá conter não mais do que um peixe para cada quatro litros para poderem adquirir um máximo crescimento. Para isso também requer que você mantenha um programa de alimentação adequado e a necessária manutenção do aquário. A idade para escolher os reprodutores e matrizes e Guppies para exposição dependerá da taxa de precocidade da linhagem que você está trabalhando. Algumas linhagens crescem mais rápidas do que outras. Por exemplo, ‘reds’ (vermelhos), ‘greens’ (verdes) e ‘blues’ (azuis) crescem rapidamente e podem ser selecionados com três meses. Por outro lado, albinos, yellows (amarelos) e Guppies em tons pastel exigirão que você aguarde de 4 a 5 meses, pois crescem muito lentamente.

A seleção será fácil uma vez que você "conheça sua linhagem". Existem quatro etapas simples que você deve usar para selecionar os machos:

1) Escolha o maior peixe da ninhada. Certifique-se de que tenham pedúnculos caudais grossos para que eles possam sustentar grandes nadadeiras.

2) Procure por uma caudal aberta e triangular. Neste momento as dorsais deverão mostrar sinais de alongamento (formato de paralelogramo com bordas lisas).

3) Caudal e dorsal devem combinar em cor e padrão.

4) Elimine todos os peixes com espinhas curvas, cabeças chatas ou que não apresentam uma boa intensidade de cor.

Ao eliminar peixes em cada uma das etapas, você terminará com os melhores peixes para reprodutores e exposição. Lembre-se... Não superpovoe... Um peixe para cada 4 litros.

As fêmeas deverão ser selecionadas e reproduzidas com 2 a 4 meses de idade. As etapas utilizadas para escolher as fêmeas são:

1) Escolha a maior da ninhada com o pedúnculo caudal mais grosso. Fêmeas desse tipo tendem a produzir os melhores machos para exposição.

2) Procure as maiores e mais abertas caudais possíveis com dorsais combinadas.

3) Se alguma apresentar a cor desejada use-a para reproduzir.

Escolha as suas duas melhores fêmeas e o seu melhor macho e coloque-os em um aquário de 8 a 19 litros. Alguns criadores preferem vários machos para várias fêmeas. Usando um macho permite você observar as características que este peixe passará para seus filhos. Se as fêmeas não engravidarem em dois meses, adicione um macho adicional (irmão) no aquário. Aquários menores é tipicamente a escolha para os reprodutores, a fim de permitir que o macho capture as fêmeas.

Criando Uma Linhagem Pura

O melhor conselho é o de obter o melhor peixe que você possa pagar. Pegue uma linhagem que já esteja estabelecida e não precise de muito trabalho para começar. Estas podem ser compradas de criadores de renome do IFGA – e da CCG. Evite Guppies de pet shop. Eles são inúteis e você estará desperdiçando seu tempo e dinheiro. Guppies são normalmente vendidos em trios... Um macho e duas fêmeas. Três técnicas são utilizadas para criar Guppies:

‘INBREEDING’ (endogamia): Acasalamento de parentes próximos, como irmão com irmã, mãe com filho, pai com filha, etc.

‘LINE BREEDING’ (linha de criação): Acasalamento de duas linhas separadas ramificando a partir do trio original, com eventual ‘backcrossing’ (cruzamento para trás) ou o cruzamento de parentes distantes, como meios-irmãos, primos com primos, etc.

OUT CROSSING (cruzamentos para fora): Acasalamento de duas linhagens puras diferentes que são compatíveis. Isto pode significar peixes da mesma variedade - mesma cor - que foram obtidos de criadores diferentes.

Mantendo Registros da Criação

Uma das disciplinas mais importantes necessárias quando se trabalha com qualquer animal é manter bons registros. Você deve ser capaz de dizer de onde o peixe veio e o que eles produziram há várias gerações. Manter registros agora será útil em gerações futuras. A manutenção de registros é simples e ajuda a manter o controle do progresso de uma linhagem particular. Para cada ninhada, você deve manter o controle do número de filhotes, o número de machos/fêmeas, quantos abates, etc. Dessa forma, você saberá qual peixe gera os Guppies para exposição que você deseja. Registros precisos lhe permitirá rastrear através das gerações para ver que passos você tomou para alcançar seu objetivo final.

Doenças

Se você mantem a água limpa e não estressa o seu peixe, doença não será um problema. As doenças mais comuns e seu tratamento estão listados abaixo.

PONTOS BRANCOS (Ictio (Ichthyophthirius multifiliis) são causados por estresse ambiental e/ou água fria. Ela também pode ser causada por alterações súbitas na temperatura da água. É um parasita semelhante a um grão de sal que se alimenta do tecido do peixe causando irritação. Espalha-se através da pele e das nadadeiras e, eventualmente, mata o peixe se não for tratada. O parasita maduro não pode ser morto, nem os seus ovos. Ele só pode ser destruído em sua fase livre onde nadam após os pontos caírem e os ovos eclodirem. Isso pode levar de 1-4 dias. É por isso que é importante continuar a medicar por pelo menos 3-5 dias depois de os pontos sumirem. Adicione 1-2 gotas de sulfato de cobre ou formol na água do aquário e eleve a temperatura para 28 graus (use formol com muito cuidado, pois é um agente causador de câncer).

OODINIUM (Oodinium sp.) é semelhante ao ictio, mas é muito menor e tem uma cor de ouro nele. Como dito acima, o peixe poderá morrer se não for tratado. Use o mesmo tratamento para ictio.

CAUDA ROÍDA (Pseudomonas fluorescens) é a razão da morte na maioria dos Guppies importados. Ela corrói as nadadeiras e em pouco tempo provoca a morte. As caudais ficam cinza e acabam caindo se não tratada. Uma forma eficaz de combater rapidamente este problema é combinar formalina (1-2 gotas), sulfa (uma cápsula para cada 38 litros) e sal (uma mão cheia para cada 38 litros) e trate o peixe, pelo menos, por uma semana inteira, fazendo trocas parciais diárias de 10%. Lembre-se de substituir os medicamentos diariamente. Antibactericidas tais como nitrofurazona e tetraciclina, quando utilizados durante sete dias, também funcionam bem.

FUNGOS (Saprolegnia sp.) são manchas brancas acinzentadas no corpo ou nadadeiras. Ela também pode facilmente matar um peixe. Os peixes devem ser tratados com nitrofurazona (250 mg. para cada 38 litros) durante sete dias. Qualquer antibactericida similar também surtirá efeito.

Como você pode ver você não precisa de um grande estoque de remédios para tratar as doenças comuns de Guppy. Se você mantiver formalina, sulfa, nitrofurazona, tetraciclina e sal na estufa, você estará pronto para tudo, com exceção das doenças mais exóticas.

Conclusão

Esperamos que este guia para iniciantes ajude você a começar com o pé direito em nosso hobby. É vantagem se tornar um membro da IFGA – e da CCG - e colocar em prática todas as técnicas que foram mencionadas nesse texto. Além disso, tente entrar em um dos clubes regionais membros. Você descobrirá que a interação com outros entusiastas de Guppy fará esse hobby mais gratificante. Se você tiver dúvidas ou problemas, entre em contato com um dos diretores da IFGA – ou da CCG - ou com um dos contatos dos clubes membros.

Considerações Finais do Tradutor

No Brasil, o site recomendado para pesquisar onde adquirir seus primeiros reprodutores e matrizes é o da Confederação dos Criadores de Guppy-União das Confederações de Aquarismo do Brasil (CCG–U.C.A.B.), em www.ccg.org.br.

Peixe e foto por:
Michel Bruno

Escrito por:
International Fancy Guppy Association

Traduzido por:
Michel Bruno
(michel@ccg.org.br / guppy.michelbruno.com)
Graduado em Gestão Ambiental pela Uni-ANHANGUERA; Pós-Graduado em Agronegócio pela UFPR; Consultor e Corretor de Seguros da Núcleo Corretora de Seguros; Aquicultor Hobbyista e Melhorador Genético desde 1992; Pesquisador em Aquicultura Ornamental; Apaixonado pela espécie Poecilia reticulata e sua variabilidade genética; Juiz de Exposições de Guppies; Vice-presidente e Membro da Comissão de Arbitragem da Confederação dos Criadores de Guppy-União das Confederações de Aquarismo do Brasil (CCG–U.C.A.B.); Presidente do Clube dos Criadores de Guppy do Centro-Oeste (CCG-CO); Membro da International Fancy Guppy Association (IFGA); Membro da World Guppy Association (WGA).


A PISCICULTURA ----- O AQUICULTOR ----- DICAS ----- PORTFÓLIO ----- CONTATO