--NORMAS E PADRÕES DE JULGAMENTO

2 abr. 2013

BETTAS E GUPPIES TEM O MESMO COMPRIMENTO. VERDADEIRA OU FALSA?

Há alguns meses eu inventei de, também “brincar” de criar Betta. Desde este inusitado dia, eu tenho lido e estudado as regras e padrões de julgamento da International Betta Congress - IBC - e do Encontro Nacional de Criadores de Bettas - ENABETTAS. Hoje, por simples curiosidade, resolvi desenhar e fazer comparações com os tamanhos e formatos dos Guppies (Poecilia reticulata) e dos Bettas (Betta splendens) machos de nadadeiras longas e tive uma agradável surpresa.

A IBC é uma das maiores e mais respeitadas organizações de Betta. Muitos criadores adotam-na e criam seus peixes de acordo com os seus “Standards” (“padrões”, se traduzido para o nosso português). Para os Guppies, posso dizer o mesmo da International Fancy Guppy Association - IFGA, coincidentemente ou não, ambas fundadas nos Estados Unidos, nos anos 60.

Pesquisando as regras das organizações citadas, cheguei às seguintes medidas:
Nadadeira Dorsal: Betta: 0,75”. Guppy: 0,32”;
Nadadeira Anal: Betta: 0,75”. Guppy: esta nadadeira, em conjunto com as nadadeiras ventrais, são modificadas, tornando-se seu órgão reprodutor (Gonopódio);
Corpo: Betta: 1,5”. Guppy: 1,25”;
Nadadeira Caudal: Betta: 0,75”. Guppy: 1,25”.

Somando o comprimento da nadadeira caudal ao comprimento do corpo do Betta, resulta-se num total de 2,25” (5,72 cm). A soma do comprimento da nadadeira caudal ao comprimento do corpo do Guppy, resulta-se num total de 2,5”, porém 0,25” de uma das extremidades da caudal do Guppy, encontra-se virtualmente dentro do pedúnculo caudal. Ao finalizar este cálculo, o comprimento total do corpo do Guppy também é de 2,25” (5,72 cm).

Para a surpresa de alguns leitores e criadores, o comprimento total (boca à ponta do raio central da nadadeira caudal) é o mesmo para o Betta e para o Guppy.

Alguns criadores de Betta vão contestar este artigo, dizendo que não existem Bettas tão pequenos e nem Guppies tão grandes, contudo, estes são “standards”. Peixes maiores que este padrão são desejados pelos criadores e motivos de desempate em um julgamento caso a soma dos pontos de todas outras características sejam iguais. Esta comparação foi realizada apenas sobre o comprimento total das espécies citadas – não considerando questões relativas às suas massas e forças.

 

Michel Bruno
(michel@ccg.org.br / guppy.michelbruno.com)
Graduado em Gestão Ambiental pela Uni-ANHANGUERA; Pós-Graduando em Agronegócio pela UFPR; Consultor, Corretor & Administrador de Seguros; Aquicultor, Melhorador Genético & Pesquisador desde 1992; Consultor & Pesquisador em Aquicultura & Meio Ambiente; Apaixonado pela espécie Poecilia reticulata e sua variabilidade genética; Juiz de Exposições de Guppies; Membro da Diretoria & Comissão de Arbitragem da Confederação dos Criadores de Guppy-União das Confederações de Aquarismo do Brasil (CCG–U.C.A.B.); Membro da International Fancy Guppy Association (IFGA); Membro da World Guppy Association (WGA).


A PISCICULTURA ----- O AQUICULTOR ----- DICAS ----- PORTFÓLIO ----- CONTATO